Cloud computing benefícios, funcionamento e como utilizar

Se você tem interesse na área de tecnologia, é possível que já esteja até cansado de ouvir sobre os recursos da nuvem, um termo usado para definir todas as tecnologias de uso remoto, que usam a conexão com a internet para fazer a troca de informações.

Mas, por que esse recurso é tão importante? Como ele se tornou tão popular?

Se você quer saber mais sobre cloud computing, ou a computação em nuvem, neste artigo você encontrará a resposta para algumas das dúvidas mais comuns sobre o assunto, incluindo quais são os serviços mais populares do setor e como implementá-los. Vamos lá?

Leia também:

Afinal, o que é cloud computing?

Cloud computing é o termo usado para designar alguns serviços que usam tecnologia e a conectividade com a internet para escalar soluções e proporcionar alguns recursos.

A computação em nuvem pode englobar, por exemplo, programas, serviços, hospedagem de informações, dentre outros recursos que utilizam a conectividade. Uma característica-chave dos serviços de cloud computing é a escalabilidade.

Se você acha que esse é um tipo de serviço inacessível, que está longe de ser aplicado na realidade, pense de novo: programas e serviços como o streaming de músicas e vídeos ou os editores de documentos on-line são todos parte do cloud computing.

Em suma, todo o serviço que pode ser usado sem a necessidade de um download, pode ser considerado um fruto do cloud computing.

conheça os tipos de cloud computing

Por que investir em computação na nuvem?

Como você pode perceber, as possibilidades de aplicação da computação em nuvem na vida cotidiana e no ambiente profissional são imensas.

Elas ajudam a facilitar a rotina de seus usuários e melhorar suas experiências, tornando o uso de serviços na internet mais seguros. Detalharemos as vantagens do cloud computing nos próximos tópicos. Leia agora:

Redução de custos

Porque reduz os gastos com manutenção e a compra de hardware, a computação em nuvem também é uma alternativa vantajosa para empresas que desejam reduzir o seu custo de operação.

Com uma estrutura completamente acessível por meio da nuvem, você não precisará investir em manutenção de estrutura própria, nem mesmo no cuidado com servidores físicos.

É importante frisar que a nuvem permite que empresas alterem as suas despesas, indo de gastos de capital – com a manutenção de servidores físicos e data centers, por exemplo – para despesas variáveis que são bem menores e mais otimizadas.

Segurança

A segurança também é um aspecto importante do cloud computing. Servidores em nuvem são gerenciados e atualizados de maneira automática, passando por manutenções preventivas regulares, o que evita problemas com a instabilidade do serviço, ou a vulnerabilidade das informações contidas neles.

A computação em nuvem é, portanto, uma solução completamente segura e prática para escalar serviços digitais e gerar mais lucratividade.

Centralização e acesso rápido à informações

O armazenamento e a centralização de todas as informações em apenas um servidor em nuvem é uma solução muito prática para os usuários, já que eles podem acessar os serviços que necessitam com segurança de qualquer dispositivo móvel, ou fixo, desde que este tenha acesso à internet.

modelos de serviço em cloud computing

Saiba quais são os tipos de cloud computing

Quando você usa serviços de computação em nuvem, você pode conectar dispositivos de qualquer parte do mundo à recursos centralizados, o que cria uma experiência de acesso fluida para o usuário.

Existem três principais tipos de computação em nuvem, atualmente: a privada, a pública e a híbrida. Se você está procurando soluções aplicáveis em sua empresa, é importante notar que a implementação de cada uma dessas modalidades de cloud computing pode variar em preço, disponibilidade, desempenho e, claro, custo.

Vamos explicar agora as principais diferenças de funcionamento entre as modalidades de cloud computing citadas, para te ajudar a tomar a melhor decisão. Veja agora:

Nuvem Privada

Na nuvem privada, a empresa contratante é capaz de manter a infraestrutura da nuvem em seu próprio domínio, garantindo acesso apenas a pessoas restritas.

Esse tipo de sistema funciona muito bem para sistemas de comunicação internos, ou proteção de espaços digitais que precisam de acesso autorizado.

A nuvem privada oferece um maior grau de personalização e pode ser usada por instituições que precisam seguir determinadas regras e regulamentos sobre segurança de informações.

Nuvem Pública

A nuvem pública é caracterizada por servidores que são fornecidos por empresas terceiras e estão disponíveis para a contratação de qualquer outra companhia.

Em modelos de nuvens públicas, o cliente – isto é, a empresa contratante – é a responsável pelos arquivos e informações armazenados, decidindo o que vai, ou não, para a nuvem.

Enquanto isso, o provedor – ou seja, a empresa contratada – é responsável por realizar o gerenciamento de segurança dessas informações e realizar a manutenção do serviço.

Esse é um dos modelos de cloud computing mais acessíveis, destinados para empresas que desejam reduzir os seus custos e ainda aproveitar as soluções tecnológicas da nuvem.

Nuvem Híbrida

Por último, mas não menos importante, a nuvem híbrida é, na realidade, uma mescla de características de ambos os modelos citados anteriormente.

Por ter características privadas e públicas, esse modelo híbrido permite a troca de informações livremente entre os sistemas mais acessíveis e aqueles que fazem necessária a submissão de credenciais para o acesso.

Esse tipo de computação em nuvem pode ser essencial para algumas empresas, que necessitam de recursos privados e públicos para fornecer os seus serviços.

Na nuvem híbrida, é mais fácil criar barreiras de proteção para dados sensíveis e confidenciais sem limitar a experiência dos usuários de maneira significativa. Algumas das empresas que mais utilizam a nuvem híbrida são as organizações governamentais.

Modelos de serviços de cloud computing

Nós falamos bastante sobre serviços que utilizam o cloud computing, mas agora queremos exemplificar, em termos mais práticos, quais as principais linhas de serviços que a computação em nuvem torna possível. Vamos lá?

Plataforma como Serviço (PaaS)

Na plataforma como serviço uma empresa pode contratar o desenvolvimento de um ambiente digital completamente adaptado às suas necessidades, otimizando softwares e modificando o fluxo de uso para tornar a experiência mais prazerosa para o usuário.

Alguns dos recursos e vantagens que serviços PaaS oferecem são os sistema operacionais, ferramentas de desenvolvimento avançadas, gerenciamento efetivo de bancos de dados e uma infraestrutura robusta para gerenciar o fluxo de usuários.

Software as a Service (SaaS)

Os serviços de SaaS, por sua vez, permitem que você utilize seus recursos sem, necessariamente, comprar uma licença. Isso quer dizer que usuários podem utilizá-los gratuitamente, ou pagando uma taxa, acessando-os diretamente da nuvem, com o acesso à internet de seu dispositivo.

Podemos observar os serviços de SaaS em plataformas de CRM, ou ERPs, que são serviços de gerenciamento do relacionamento de empresas com os seus clientes e gerenciamento interno.

Mais cotidianamente, podemos observar os Software as a Service quando utilizamos o e-mail, por exemplo, ou algum serviço on-line como o Skype, ou as redes sociais.

Infraestrutura como Serviço (IaaS)

Enquanto isso, nos serviços IaaS o grande ativo é a infraestrutura, como os servidores, os racks, os centros de processamento de dados e outros elementos de hardware.

Em serviços como esses, a cobrança pode depender de diversos fatores, tais como o número de servidores utilizados ou a quantidade de dados armazenada.

Em outras palavras, a demanda de cada empresa vai determinar o custo da operação, dando grande liberdade para que a companhia personalize o seu plano contratado, sempre que houver necessidade.

aplicações de cloud computing: como aplicar na sua emrpesa

Cloud hosting ou cloud server: qual escolher para o seu site?

Quando falamos em hospedagem de serviços na internet, estamos falando de um dos recursos mais básicos para empresas que têm um site, ou oferecem algum tipo de serviço on-line.

Também não é novidade para ninguém que empresas estão sempre procurando por novas maneiras de otimizar os seus gastos e trazer formas mais eficientes de se utilizar o orçamento.

Nos serviços de hospedagem, isso também pode ser observado. E, sobretudo com a chegada do cloud computing, serviços de hospedagem que utilizam a nuvem foram popularizados.

Se você quer, portanto, saber a diferença entre cloud server e hospedagem em nuvem, nós temos algumas informações que podem ajudar.

Hospedagem cloud: entenda as suas características

Na hospedagem cloud o usuário não possui um servidor próprio, mas conta com um serviço de hospedagem compartilhado com outros usuários.

O limite de uso é determinado por cada um desses usuários, sendo assim, se alguém chegar ao seu limite, os outros computadores que estão utilizando o mesmo servidor não serão impactados.

Uma boa analogia para se entender a hospedagem cloud são prédios em apartamentos. Ainda que todos ocupem o mesmo edifício – nesse caso, o servidor – cada um dos usuários tem o seu próprio espaço, que não interfere no espaço do vizinho, ou seja, os outros usuários.

A hospedagem cloud é uma solução mais barata em relação às outras disponíveis no mercado, o que a torna uma super alternativa para projetos empresariais que ainda estão dando os seus primeiros passos.

Algumas das vantagens da hospedagem cloud são:

  • Estabilidade no uso;
  • Previsibilidade de gastos;
  • Uso individual, que não é impactado pela divisão do servidor entre múltiplos usuários.

E o cloud server? O que é e quais as suas diferenças?

O cloud server é uma solução tecnológica robusta, que utiliza um servidor com infraestrutura on-line, mas que também tem o aporte de uma estrutura física. Em outras palavras, o cloud server é um servidor físico, disponibilizado para uso remoto por meio das tecnologias de cloud computing.

O servidor em nuvem é uma solução completamente escalável, podendo ter os seus serviços compartilhados com outros servidores de acordo com a demanda. Isso permite que, quando um servidor torna-se muito ocupado, o tráfego pode ser redirecionado para outro, proporcionando uma experiência de uso mais fluida e estável.

Também é possível diminuir os recursos em casos de demandas reduzidas. Na prática, o que isso quer dizer é que o cloud server funciona com estabilidade, apresentando poucas chances de ter seu serviço interrompido.

O custo desse tipo de serviço também é variável, sendo a solução mais indicada para sites com tráfego intenso e precisam de mais estabilidade.

Em suma, essas são as principais vantagens do cloud server:

  • Mais estabilidade, devido à maior quantidade de servidores;
  • Cobrança feita estritamente por demanda, já que a alocação de mais recursos é feita apenas se necessário;
  • É altamente escalável;
  • Pode ser acessado remotamente, de qualquer dispositivo com acesso à internet.

Conclusão

Cloud computing é o termo utilizado para conceituar os serviços que utilizam a conectividade para conectar usuários à soluções on-line. A computação em nuvem pode ser observada de várias perspectivas, desde o uso cotidiano de plataformas – como as de streaming, por exemplo – até o acesso a sites que requerem um nome de usuário e senha.

As soluções em nuvem têm como principal característica a sua escalabilidade e isso pode ser extremamente útil para empresas que buscam soluções mais adaptadas às suas necessidades, otimizando custos de operação.

Nesse sentido, saber quais são as demandas da sua empresa é essencial no processo de escolha da solução de cloud computing – seja ela SaaS, PaaS ou IaaS – mais útil para suas operações. Utilizar serviços como esses é um investimento e, como todo investimento, deve ser bem planejado.

Não tenha medo de analisar os recursos que cada empresa oferece, comparando o custo-benefício e os serviços prestados. O processo de implementação da computação em nuvem é gradual e cheio de adaptações, mas temos certeza de que, se orientada corretamente, sua empresa só tem a ganhar com essa mudança.

Esperamos que este artigo tenha sido útil em mostrar todas as funcionalidades e possibilidades que a computação em nuvem pode oferecer para sua empresa. Se você quiser conhecer mais sobre a SAN Internet Brasil e os serviços que nós oferecemos, visite nosso site e entre em contato com nosso time. Será um prazer ajudar!

Precisa de mais flexibilidade em suas operações?

Deixe um comentário