o guia completo do Data Storage

Quando falamos em armazenamento de dados, hoje, é possível dizer que “é tudo a mesma coisa”? Para usuários com pouca experiência, o valor de um armazenamento pode-se resumir apenas à sua capacidade – quanto maior, melhor – mas especialistas sabem que a realidade é bem diferente. 

Atualmente, a tecnologia é um elemento indispensável no sucesso de empresas, desde os microempreendedores individuais até as grandes corporações. Por isso, é importante saber que existem diversos tipos de armazenamento de dados e cada um deles usa a tecnologia de maneira única, tornando-os especiais para cada tipo de aplicação. 

Conhecer estes tipos, e mapear os seus pontos fortes e fracos é super importante no processo de escolha. E é sobre isso que falaremos neste artigo! 

Primeiro, o que significa armazenamento de dados?

Em termos simples, armazenamento de dados pode ser definido como todas as tecnologias e métodos que têm como objetivo catalogar e organizar informações que podem ser usadas por uma empresa, ou pessoa física. 

Neste artigo, abordaremos as tecnologias de armazenamento voltadas para empresas, uma vez que estas lidam com volumes extraordinários de informações todos os dias, fazendo-se necessária a organização segura e funcional desses dados. 

O armazenamento de dados é uma ferramenta de gestão muito importante para empresas, que precisam preservar determinadas informações, tê-las em fácil acesso, além de manuseá-las de maneira segura.

Esse é um cuidado essencial sobretudo nos dias de hoje, com a consolidação das leis de proteção à informação e o crescente aumento no número de ataques cibernéticos. Existem três principais tipos de armazenamento de dados: 

Armazenamento de blocos: neles, os dados são armazenados em blocos de mesmo tamanho. Essa é uma solução mais cara e menos flexível, mas é a solução ideal para informações que precisam ser acessadas e editadas constantemente. 

Armazenamento de arquivos: essa é uma solução mais barata e pode ser criada de forma relativamente simples. Ela pode ser encontrada em unidades de disco rígido, por exemplo. 

Armazenamento de objetos: no armazenamento de dados como objetos, as informações são guardadas como metadados, com identificadores exclusivos. Esse é o modelo de armazenamento ideal para dados que não precisarão ser editados novamente.

Por que garantir um armazenamento eficiente dos dados?

Para o usuário comum, que não lida com grandes volumes de dados, um armazenamento de informações eficiente pode ser visto como um cuidado supérfluo. 

Mas, para as empresas – sobretudo aquelas que desejam escalar as suas operações – ter um sistema de armazenamento seguro e eficaz pode ser uma grande vantagem competitiva. 

Veja agora alguns dos exemplos práticos dos benefícios que o armazenamento seguro de informações pode proporcionar: 

Os benefícios de se armazenar dados corretamente

Existem três principais benefícios em se usar um sistema de armazenamento de dados para empresas: segurança, acessibilidade e flexibilidade. Entenda: 

Segurança e integridade da informação: dados são ativos realmente valiosos para empresas, mas somente se são precisos. Por isso, um sistema de armazenamento é tão imprescindível, uma vez que ele é capaz de preservar informações e prevenir danos irreparáveis aos dados. 

armazenamento de dados

Acessibilidade: lidar com grandes volumes de informação pode ser difícil, principalmente se não há um sistema que facilite o acesso a esses dados. Bancos de dados permitem que seus colaboradores possam acessar as informações que precisam, sempre que for necessário. 

Flexibilidade: com a popularização do home office, flexibilizar pontos de acesso tornou-se uma verdadeira prioridade para empresas. Alguns dos principais sistemas de armazenamento oferecem a opção de pontos de acesso múltiplos, permitindo o resgate descomplicado de informações, onde quer que a sua equipe esteja. 

Sistemas de armazenamento de dados: quais os principais tipos? 

Como falamos alguns tópicos acima, existem diversas opções de sistemas de armazenamento de informações, atualmente. Cada um deles aplica diferentes tipos de tecnologia e, consequentemente, oferecem diferentes tipos de resultados. 

Grande parte dos sistemas, no entanto, tende a se encaixar em três categorias principais: DAS, NAS e SAN. Explicamos cada um deles em detalhes a seguir. Leia para entender melhor o assunto: 

Direct Attached Storage (DAS)

O Direct Attached Storage, ou “Armazenamento Ligado Diretamente”, é uma categoria que engloba todos os dispositivos de armazenamento que têm uma conexão física entre o hardware e o computador. 

Os dispositivos de armazenamento DAS fazem parte da nossa rotina diária, sendo observados na forma de pen drives, HDs, SSDs e mais. 

Essa é uma das maneiras mais seguras de se armazenar informações, tanto do aspecto da cibersegurança, quanto do aspecto técnico. Em casos de falhas na rede, por exemplo, as informações continuam intactas e disponíveis. 

Apesar disso, esse tipo de tecnologia não é conhecido por ser o modelo mais flexível, oferecendo obstáculos à distribuição de informações em larga escala. 

Network Attached Storages (NAS)

No Network Attached Storages, ou “Armazenamento Ligado à Rede”, o processo é diferente. Essa é uma categoria que engloba todos os tipos de armazenamentos onde a informação armazenada está localizada em um hardware diferente daquele que está pedindo o acesso. Ou seja, o acesso é feito por meio de uma rede. 

O armazenamento NAS é bastante flexível e permite o compartilhamento de informações de maneira escalável, facilitando o acesso de diferentes computadores. Toda essa facilidade, no entanto, não pode ser tratada com descuido. 

Os métodos de armazenamento NAS requerem camadas extras de segurança, a fim de evitar que ataques comprometam o sigilo dos dados e de seus proprietários.

Storage Area Network (SAN)

A Storage Area Network, ou “Rede Dedicada para Armazenamento”, refere-se às infraestruturas de rede que têm como objetivo integrar unidades de armazenamento e servidores, proporcionando a melhor performance no tráfego de informações. 

A SAN é, na verdade, uma unificação de recursos de armazenamento em rede local exclusiva. Ela permite que cada servidor acesse o sistema e armazenamento de forma direta, como se estivesse diretamente conectado ao sistema. 

Esse tipo de armazenamento é construído por meio de três diferentes componentes: cabos, controladoras HBAs e switches. A SAN é segura e tem alta performance, mesmo com grande fluxo de dados, mas requer um investimento maior de empresas.

armazenamento de dados

Qual opção escolher para o seu negócio?

DAS, NAS ou SAN. Afinal, qual o melhor tipo de armazenamento para o seu negócio? A resposta, como você pode imaginar, pode ser apenas uma: depende. 

No geral, os dispositivos DAS podem ser usados para uma grande variedade de atividades, desde o armazenamento de documentos, até o registro de imagens em circuito interno de TV, por exemplo. Eles são fáceis de manusear, seguros e podem chegar a diversos Terabytes de capacidade. 

Enquanto isso, demandas de informações em servidores, sistemas de backup ou serviços de dados compartilhados podem ser melhor gerenciadas em um dispositivo de armazenamento NAS. Essa é uma solução flexível, fácil de gerenciar e implementar. 

Por fim, as SAN, que são mais seguras e oferecem mais recursos para empresas que lidam com grandes quantidades de dados. Apesar disso, elas são mais complexas, e requerem o manuseio de profissionais especializados em seu gerenciamento. 

Se a sua empresa conta com um ambiente de funcionamento 24/7 no que diz respeito ao tráfego de dados e precisa de um ambiente mais protegido contra ataques cibernéticos, a SAN é uma excelente opção. 

Dispositivos para armazenamento de dados

Falamos anteriormente sobre os principais tipos de armazenamento, mas também é importante frisarmos que cada um desses tipos utilizam uma infinidade de dispositivos diferentes, que não podem ser alocados em uma só categoria.

Os dispositivos usados podem apresentar variações nos níveis de tecnologia, o que impacta os níveis de segurança e a eficiência na manipulação de dados. Entenda agora alguns dos principais recursos disponíveis hoje quando falamos em armazenamento de dados: 

Armazenamento definido por software (SDS)

Os armazenamentos definidos por softwares permitem que usuários e organizações extraiam recursos de hardware para maior flexibilidade e eficiência no armazenamento de informações. 

Basicamente, em sistemas SDS, o software de armazenamento é separado do seu hardware por meio da própria arquitetura. 

Ele é especialmente útil para grandes empresas, onde aumentar o armazenamento interno pode se tornar um projeto bastante caro. Isso acontece porque muitos hardwares de armazenamento têm compatibilidade apenas com alguns tipos de softwares. 

Os dispositivos SDS são desenvolvidos, em sua maioria, para funcionar em qualquer sistema x86, eliminando a dependência que existe entre softwares e hardwares proprietários.

Sendo assim, o SDS é uma maneira eficiente, e relativamente barata, de separar o espaço físico de armazenamento do software utilizado. Dessa maneira é possível armazenar mais dados de acordo com a demanda. 

Armazenamento em nuvem (Cloud Storage)

As soluções de armazenamento em nuvem têm ganhado muito espaço atualmente, especialmente no contexto de empresas que têm se digitalizado e voltado o seu foco para a flexibilidade das soluções em cloud. 

No armazenamento na nuvem, as informações não ficam depositadas diretamente na máquina, ou seja, no hardware. Em vez disso, elas podem ser facilmente acessadas por meio de um servidor remoto.

armazenamento de dados

Servidores de backup

Os servidores de backup são recursos realmente essenciais para manter a integridade dos dados. Eles são responsáveis por manter uma cópia de todas as informações, restaurando-as em caso de mau funcionamento do sistema ou perda de desempenho. 

Esse é um cuidado que muitas empresas podem julgar como desnecessário. No entanto, perder informações, um dos ativos mais importantes para empresas atualmente, pode resultar em um grande prejuízo para a companhia. 

Sendo assim, ter recursos de recuperação é mais do que apenas um luxo; é uma precaução importantíssima. 

Soluções de cloud backup: como funcionam e benefícios

O backup feito na nuvem, ou o cloud backup, é um recurso inovador, que oferece diversas vantagens para as empresas que o utilizam. A primeira delas é a mitigação de riscos relacionados à perda de dados, além da diminuição dos custos de hardware para se fazer um backup físico. 

Entenda, a seguir, algumas das principais vantagens de se contar com o cloud backup em seu sistema de armazenamento de dados: 

  • Resiliência dos data centers, mesmo frente à ameaças externas; 
  • Flexibilidade para adaptar o tamanho do armazenamento às necessidades de sua empresa;
  • Gerenciamento facilitado graças aos recursos de acesso remoto; 
  • Melhor custo-benefício;
  • Mais segurança, graças aos recursos de criptografia da informação; 
  • Facilidade para transferir informações entre computadores. 

Por que escolher o Cloud Site Backup da SAN Internet?

Em nosso dia a dia, já conhecemos diversas empresas que tiveram problemas graves de segurança e perderam dados cruciais para suas operações, sem chances de recuperá-los. 

Esse é um problema que pode acontecer com qualquer empreendimento, mas seus impactos podem ser evitados, ou grandemente minimizados, por meio do uso de recursos de backup eficientes. 

A SAN Internet é uma especialista em recursos de backup em nuvem, oferecendo soluções de tecnologia avançada para ajudar a sua empresa a armazenar dados com segurança, independentemente do seu provedor de hospedagem.

Conheça agora os recursos que o Cloud Site Backup da SAN Internet podem oferecer para sua empresa: 

Restaure informações com 1 clique

Faça restaurações ilimitadas com até 30 versões de backup.

Veja arquivos modificados

Acompanhe todas as alterações em seus arquivos do site. Sendo um administrador ou proprietário do site, você também pode validar todas as alterações de arquivos da versão mais recente e garantir que elas tenham sido feitas corretamente. 

Faça downloads com 1 clique

Os backups de websites estão disponíveis como arquivos compactados, o que facilita a migração para um novo servidor. É possível selecionar a versão de backup de sua preferência e fazer o download dos arquivos para recriar seu site. 

Agende backups

Escolha entre os períodos diário, semanal, quinzenal ou mensal, além da hora exata que você deseja que o backup inicie.

Migre websites e bancos de dados

Crie perfis de origem e destino e faça a restauração de forma descomplicada! 

Cloud Backup avançado com SAN: conheça mais sobre a nossa solução!

armazenamento de dados

Conclusão

Especialistas sabem que escolher um bom tipo de armazenamento de dados não se resume apenas ao tamanho da sua memória. Atualmente, existem diversos tipos de tecnologias aplicadas ao armazenamento de informações e saber a diferença entre elas pode ser crucial na escolha do melhor sistema para sua empresa. 

Neste artigo, falamos sobre os principais tipos de tecnologia de armazenamento de dados – como Direct Attached Storage (DAS), Network Attached Storages (NAS) e Storage Area Network (SAN) – e os dispositivos usados por eles, como os HDs, SSDs, SDS, armazenamento em nuvem e backups.

Por fim, falamos um pouco sobre a importância do backup em nuvem, uma solução tecnológica e sofisticada para fazer empresas otimizarem os seus custos com armazenamento sem abrir mão da segurança. 

O armazenamento em nuvem é uma das especialidades da SAN Internet! Para saber mais sobre nossos serviços, visite nosso site e fale com um de nossos especialistas. 

Deixe um comentário